Instituto São Fernando

Notícias

26.06.2009.Patrimônio Histórico

Festival do Vale do Café 2009 trouxe atrações culturais para a região de Vassouras e contribuiu para sua vocação como pólo turístico rural histórico

Festival do Vale do Café, julho 2009

Bia Bedran no Festival do Vale do Café

Aconteceu entre os dias 17 e 26 de julho de 2009 a sétima edição do Festival do Vale do Café, projeto de caráter permanente que já recebeu mais de 500 mil pessoas desde sua implementação, em 2003. O festival, que conta com o patrocínio e articulação do Instituto São Fernando, tem como objetivos criar um pólo turístico cultural e acelerar o desenvolvimento econômico da Região do Vale do Café, que abrange os municípios de: Vassouras, Valença, Mendes, Paty do Alferes, Miguel Pereira, Engenheiro Paulo de Frontin, Barra do Piraí, Barra Mansa, Volta Redonda, Piraí, Paracambi, Rio das Flores e Pinheiral.

Como era de se esperar, o Festival Vale do Café vem promovendo um grande desenvolvimento econômico da região. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae/RJ, graças ao Festival a rede hoteleira vem procurando especializar seus funcionários para atender cada vez melhor o turista, além de contratar pessoal excedente durante o evento, que tem duração de 10 dias. Outro fator importante, segundo a mesma pesquisa, é a unanimidade da satisfação do público presente com o evento e da promessa de retornar na edição do próximo ano, o que garante hotéis ocupados e circulação monetária crescente a cada ano.

A produção do evento conta ainda com o apoio institucional da Preservale, tanto junto aos fazendeiros quanto junto às entidades de fomento (Secretarias estaduais, Ministérios, Sebrae, etc.). Em 2009, o Preservale firmou um termo de parceria com a Backstage, empresa produtora do evento, tornando-se efetivamente parceiros institucionais do Festival do Vale do Café. Beatriz Castro Alves, representante da Backstage, afirma que para as próximas versões do Festival a intenção é ampliá-lo cada vez mais pelos municípios da região, destacando a cultura de qualidade existente na região: Cortejo de Tradições, Orquestras de Barra Mansa e Volta Redonda. Com isso, as atrações ficarão cada vez mais descentralizadas e diversificadas. Deborah Levinson, Diretora Executiva do Instituto São Fernando, também aponta a necessidade de aproximar cada vez mais a comunidade local do evento, com atrações que sejam do seu interesse.

Sonia Matos, Diretora Executiva do Preservale, relata que já está em fase de diálogos com a Backstage e os idealizadores do evento, a harpista Cristina Braga e o violonista Turíbio dos Santos, no sentido de incorporar na programação a gastronomia regional e atrativos tradicionais como as cavalgadas, visando ampliar o leque de interesses que possa atrair um público diferenciado, inclusive em termos de faixa etária. Outra ideia que vem sendo desenvolvida é a de criar na região opções de entretenimento que não incidam diretamente no orçamento do festival, mas que possam ser estimuladas junto às prefeituras e empreendedores locais, aumentando as opções de roteiros e atividades durante o período do festival. As comunidades locais devem sempre ser envolvidas, o que contribui ainda mais para o aumento do apoio institucional e político ao evento.

Para mais informações sobre o evento, clique aqui.

Para mais detalhes técnicos do projeto, acesse o Projeto Festival Vale do Café.


24.06.2009.Educação

Palestra mobiliza educadores do município de Vassouras para a importância da avaliação contínua na promoção dos alunos

Palestra mobiliza educadores do município de Vassouras

Palestra do professor Luis Carlos de Menezes

O Instituto São Fernando vem empreendendo diversas ações com o objetivo de melhorar os indicadores de Educação do município de Vassouras. Além dos projetos de Formação Continuada, Turmas de Apoio e Correção de Fluxo, estão sendo realizadas palestras com o objetivo de mobilizar os professores sobre importantes questões relacionadas à melhoria da Educação.

No dia 24 de junho de 2009, o Instituto promoveu na Universidade Severino Sombra uma palestra com o professor Luis Carlos de Menezes, especialista em Educação do Instituto de Física da USP e articulista da revista Nova Escola. Dentre os temas discutidos foram abordados a atuação e importância dos professores no ensino e a importância da avaliação para promoção dos alunos. Participaram do evento educadores das redes municipal e estadual de Vassouras, dentre os quais professores, orientadores, diretores, equipe técnica da Secretária Municipal e da Coordenadoria Estadual.

O objetivo da palestra foi sensibilizar o público presente através dos dados de reprovação e defasagem idade-série dos alunos em Vassouras, que revelam o estado atual da aprendizagem dos alunos. Roberta Panico, Coordenadora do Centro de Educação e Documentação para Ação Comunitária (Cedac), relata que ainda existe nas redes uma cultura da reprovação, ou seja, a ideia de que escola boa e professor bom são aqueles que reprovam alunos e transferem a culpa do fracasso para os alunos e familiares. Jussara Pereira de Almeida, Diretora da Escola Municipal Prefeito Pedro Ivo da Costa, destacou na palestra a reflexão sobre a importância do projeto político-pedagógico: “A palestra nos fez questionar que escola somos e que escola queremos ser. Quando o aluno não aprende, a culpa não é do aluno ou do professor, é de todo o sistema”, destaca Jussara.

A reação dos participantes foi bastante positiva. Para a Secretária de Educação do município de Vassouras, Vânia Cristina Baptista, o ponto principal foi o formato do evento, uma conversa franca e aberta do palestrante com os professores, onde puderam trocar experiências. Denise Brandão da Silva, coordenadora da Secretaria de Educação, destacou como lição aprendida a importância da avaliação do aluno como um processo, e não meramente como uma nota ao final do período de ensino. Para tal, o professor deve atuar com conhecimento e acompanhamento do processo de aprendizagem, daí a importância do registro do desempenho do aluno durante as aulas, acompanhado de intervenções quando necessário. A professora Rute de Oliveira ressalta que não existe uma solução mágica. “Cabe ao professor, no dia a dia, dentro de sala com os alunos, criar soluções e compartilhar os aprendizados com os outros professores”, defende Rute.

Denise também destacou a importância de mudança de crença nos próprios professores, no sentido de incluir todos os alunos, evitando discriminações na forma de ensiná-los e avaliá-los. Célia Regina Sant’Anna, também coordenadora da Secretaria de Educação, relata a boa receptividade dos professores pela palestra, vindo ao encontro do trabalho realizado na Formação Continuada. Para a educadora Elaine Ana Ferreira, a palestra do professor Menezes enfatiza a responsabilidade dos professores com a aprendizagem das crianças, considerando seus diferentes perfis. É claro que existe o papel da família, mas a escola precisa compreender que precisa se preocupar em efetivar esta parceria e não culpabilizá-la.

O Instituto São Fernando tem consciência de que a palestra é apenas uma das estratégias, sendo necessárias outras ações, como a formação continuada de todos os professores, orientadores e diretores do município para a melhoria da aprendizagem dos alunos. As perspectivas esperadas são que os educadores se mobilizem e façam a diferença para reverter a situação vigente, se responsabilizando pela aprendizagem dos alunos e a melhoria dos indicadores da rede de ensino em Vassouras. A intenção do ISF é promover outras possibilidades de discussão entre os educadores de Vassouras e outros pensadores da Educação, e para o segundo semestre de 2009 já estão programadas mais duas palestras.


05.06.2009.Educação

Colônia de Feras tem como referência as summer schools americanas

A Associação Kinderland e o Instituto São Fernando promovem, entre os dias 25 de julho e 2 de agosto, a primeira edição da Colônia de Feras. O evento será realizado em Sacra Família do Tinguá, no interior do estado do Rio de Janeiro, onde serão organizadas oficinas nas áreas de informática, escrita, fotografia, dança e música para jovens de 14 a 17 anos.

A Colônia de Feras é um evento de imersão educacional, no qual o foco principal será o desenvolvimento e, principalmente, o aperfeiçoamento de talentos e habilidades. Com uma equipe formada por profissionais de alto nível em suas áreas de atuação, a Colônia de Feras tem como referência o modelo de summer schools amplamente adotado nos Estados Unidos, adaptado à nossa realidade e às demandas atuais dos jovens.

O objetivo do evento – inédito no Brasil – é estabelecer um patamar mais avançado para cada um dos jovens participantes e despertar vocações, interesses. Em sua primeira edição, a Colônia de Feras servirá como protótipo para o desenvolvimento de um programa de formação de excelência em diversas áreas, que permita ao jovem buscar seu potencial máximo ao mesmo tempo em que desfruta de um espaço de natureza privilegiada, junto a outros jovens com formações sócio-culturais diferentes.

A proposta dará oportunidade de desenvolvimento técnico e pessoal a jovens que já possuam talentos e habilidades em áreas que se beneficiam de uma abordagem mais específica e personalizada. A imersão propiciada pelo espaço da Colônia Kinderland, em Sacra Família do Tinguá, os estimulará a explorar toda sua potencialidade.

Serão oferecidas também atividades lúdicas, esportivas e culturais, visando a integração de todos os participantes por meio de brincadeiras, shows e palestras. Ao final do período, serão apresentados os resultados do que foi desenvolvido em cada oficina e todos receberão certificado de conclusão.

Poderão participar jovens de 14 a 17 anos do ensino médio da rede pública e privada, a partir de pré-requisitos e entrevista presencial com o responsável da área escolhida.
Mais detalhes podem ser encontrados no site http://www.coloniadeferas.com.br.


05.06.2009.Agroecologia

Vassouras comemora a Semana do Meio Ambiente com a valorização da cultura do alimento orgânico

Semana do Meio Ambiente, Vassouras - junho 2009

Estudantes em Visita à Semana do Meio Ambiente 2009 em Vassouras

Em 5 de junho de 2009, Dia do Meio Ambiente, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente da cidade de Vassouras promoveu uma intensa comemoração na antiga estação onde hoje funciona a Reitoria da USS. A maioria do público era composta por crianças da rede pública de educação. A Associação dos Orgânicos do Vale foi convidada pelo vice-secretário Fernando Carvalheira a montar um stand no local, com o patrocínio e apoio gerencial do Instituto São Fernando. No local foram colocados cartazes e vídeos da Embrapa, e distribuídos materiais sobre alimentos orgânicos. Durante o evento também era feito o cadastro de possíveis clientes para cestas a domicilio, a serem entregues em qualquer localidade das cidades de Vassouras e Rio de Janeiro.

A previsão é que a Semana do Meio Ambiente ocorra em todos os anos, sempre próxima à Semana do Alimento Orgânico. Valorizar o meio ambiente é fundamental para o município de Vassouras, pois produzindo alimentos orgânicos de forma sustentável, e mantendo o homem no campo, são gerados produtos de qualidade, o que posteriormente diminui os gastos com a saúde.

Clique aqui e conheça também o projeto Orgânicos do Vale do Instituto São Fernando.