Warning: ob_start(): non-static method wpGoogleAnalytics::get_links() should not be called statically in /vhosts/institutosaofernando.org.br/www/adm/wp-content/plugins/wp-google-analytics/wp-google-analytics.php on line 259
Time do ISF visita Município de Paraty para avaliação de possibilidade de projeto - Instituto São Fernando

Instituto São Fernando

Notícias

08.10.2009.Agroecologia

Time do ISF visita Município de Paraty para avaliação de possibilidade de projeto

Visita de técnicos de ISF ao município de Paraty

Visita do time ISF a manguezais em Paraty

Técnicos do Instituto São Fernando (ISF) realizaram em agosto de 2009 uma visita ao município de Paraty, na costa verde do Estado do Rio de Janeiro. Representavam o ISF o seu Coordenador de Agroecologia, Sr. Idelberto Miranda, e dois participantes do projeto Talents 2009: Briana Swette e Calvin Johnson. O objetivo da visita foi prospectar dados para a avaliação da viabilidade de projeto em Paraty, apoiado pelo ISF. Deborah Levinson, Diretora Executiva do Instituto, relata que um dos aspectos fundamentais na seleção de um projeto para o portfólio do ISF é que ele esteja aderente à proposta administrativa do governo local beneficiado pelo projeto.

A visita contemplou uma reunião do time do ISF com o Sr. César Romero Stanisce Dutra, Secretario Adjunto de Pesca, vinculado à Secretaria de Pesca e Agricultura de Paraty. O objetivo da reunião foi conhecer os projetos atuais que visam à criação de frutos do mar e à proteção e recuperação dos manguezais. Também foram mapeados os diferentes tipos de pesca na região – da pesca artesanal à pesca comercial – e quais as atividades que estão sendo desenvolvidas para que seja respeitada a legislação vigente. A visita também proporcionou o encontro com uma liderança de pescadores local, o Sr. Almir Tã, o que possibilitou verificar como é a relação dos pescadores com o poder público local, e sua percepção sobre os projetos que estão sendo desenvolvidos, principalmente para a geração de renda e preservação do ambiente marinho e costeiro da região. Para Almir, o poder publico não estende o planejamento dos projetos aos pescadores. “Geralmente os projetos já vêm prontos e não atendem às demandas da comunidade”, afirma Almir. Um exemplo é o projeto Robalo, que inicialmente foi bem sucedido mas por ter contemplado poucos pescadores, fez com que outros começassem a sabotar o projeto em geral.

No caminho à Paraty o time do ISF também visitou o Manguezal do Ariró, às margens da Rodovia Rio-Santos, por uma trilha beirando o rio de mesmo nome. Foram observadas as atividades desenvolvidas pela Prefeitura de Paraty em relação à fiscalização dos manguezais, impedindo a coleta de caranguejos de forma desordenada. Também foram conhecidos os projetos de fiscalização da pesca na época de defeso e de coleta de óleo de cozinha, para que não seja jogado na baía de Paraty. Muitos projetos realizados na região referem-se à criação de frutos do mar – como ostras, mexilhões, mariscos – e à criação em cativeiro de peixes de alto valor comercial. Foi percebida a expectativa dos pescadores e do governo em relação à criação da macroalga Kappaphicus alvarezzi, apontada como provável fonte de geração de renda para os pescadores e seus familiares.

Idelberto Miranda afirma que dentre as perspectivas advindas da visita existe a possibilidade de desenvolver uma relação de parceria com as instituições atuantes nos projetos desempenhados em Paraty, e que vão ao encontro do planejamento estratégico do ISF.

Para mais detalhes técnicos do projeto Vida Marinha, acesse o projeto.

Tags:  ,

Comentários

  1. Edson de Almeida Muniz - 22 de fevereiro de 2010 @ 14:33

    Boa tarde! Gostaria de saber mais a respeito do desenvolvimento do projeto criação de frutos do mar . Pois tenho um sítio localizado na ilha de Itacuruça com grande área costeira e gostaria de aproveitá-lo. Obrigada.

Escreva um comentário

Seu e-mail nunca será compartilhado. Preencha os campos requisitados *