Warning: ob_start(): non-static method wpGoogleAnalytics::get_links() should not be called statically in /vhosts/institutosaofernando.org.br/www/adm/wp-content/plugins/wp-google-analytics/wp-google-analytics.php on line 259
Programa De Integração Pela Música - Instituto São Fernando

Instituto São Fernando

Notícias

23.05.2009.Agroecologia, Institucional

Semana do Alimento Orgânico divulga produção orgânica do município de Vassouras e forma novos consumidores

Semana do Alimento Orgânico, Vassouras - maio 2009

Banner com vantagens e benefícios do alimento orgânico

Aconteceu na última semana de maio de 2009 a quinta edição da Semana do Alimento Orgânico, desenvolvida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e segunda edição em que participou o município de Vassouras, com o patrocínio e apoio gerencial do Instituto São Fernando. O evento visa ao fortalecimento e divulgação da produção orgânica no município de Vassouras, criando e educando novos consumidores.

O produtor Georgino Avelino Neto, da fazenda Galo Vermelho, destaca a importância da Semana do Alimento Orgânico para chamar a atenção ao fato de que geralmente se consome o que não é tão saudável. Substituir essa prática pela busca por uma melhor alimentação, consumindo mais produtos orgânicos, ajuda a prevenir doenças.

Semana do Alimento Orgânico, Vassouras - maio 2009

Produtores e os produtos orgânicos

Esta foi uma feira especial, por ter sido a primeira vez que durou toda uma semana. Com barraquinhas expostas na praça principal de Vassouras, participaram do evento produtores das seguintes fazendas: São Fernando, Vila Serena, Sitio Primor, Galo Vermelho. Além de venderem seus produtos, a produtora D. Mariana ofereceu uma aula ao ar livre sobre diversas maneiras de se preparar saladas orgânicas, a qual fez muito sucesso. A semana também contou com a participação de músicos do Programa de Integração pela Música. O público também foi agraciado com brindes do evento e o sorteio de cestas.

Durante a semana também foi realizada uma Oficina com Merendeiras, oferecida pelo ISF no espaço do SENAI para 19 participantes, que aprenderam a utilizar melhor os alimentos orgânicos no seu dia a dia. Foram utilizadas receitas dos próprios moradores da cidade.

População de Vassouras comparece à Semana do Alimento Orgânico 2009 em Vassouras

População de Vassouras comparece à Semana do Alimento Orgânico 2009 em Vassouras

O público principal da feira foi composto por professores e alunos, que posteriormente retornavam com seus pais. “Percebe-se que o aluno hoje educa os pais, pois desde cedo se preocupam com questões de sustentabilidade e educação ambiental”, salienta Georgino. Durante o evento era feito o cadastro de potenciais clientes para cestas a domicílio, a serem entregues nas cidades de Vassouras e Rio de Janeiro.

Segundo Marcos Nogueira, gerente da fazenda São Fernando, a audiência da Semana foi muito boa. “Houve uma expectativa de que aconteceria a Semana de Orgânicos todos os sábados, tanto que repetimos no outro sábado devido ao sucesso”, comemora Marcos. Dentre os resultados da Semana, percebe-se uma frequência cada vez maior, e também um grau de conhecimento maior do próprio público, que faz perguntas mais elaboradas.

Conheça aqui o projeto Orgânicos do Vale, o qual apoia a Semana do Alimento Orgânico.


28.08.2008.Educação

Colônia de Férias diverte e educa 73 crianças

Para 73 crianças da região do município de Vassouras, as férias de 2008 ficarão na lembrança como um período em que tiveram a oportunidade de descobrir novas atividades enriquecedoras, além de se divertir muito. Com idades entre 3 e 15 anos, elas freqüentaram a Colônia de Férias Fazenda São Fernando, de 27 a 31 de julho. Durante esses cinco dias, participaram de uma série de oficinas, atividades recreativas e chegaram a produzir um jornalzinho sobre a própria colônia.

A segunda edição da colônia mostrou o sucesso da iniciativa do Instituto São Fernando: além de a fazenda receber um número maior de participantes, todas as 43 crianças que haviam participado da primeira edição, em 2007, voltaram este ano.

“As crianças demonstraram muito interesse”, disse a coordenadora da colônia, Jane Meri Motta Soares, orientadora educacional e pedagógica do Programa de Integração pela Música (PIM), que tem o apoio do ISF. “Elas não costumam ter muitas opções de lazer e tiveram contato com coisas às quais não estão acostumadas em seu dia-a-dia.”

As crianças participaram de oficinas de marcenaria, desenho, pintura, artesanato, culinária, violino, coral e percussão com instrumentos de lata reciclada. Divertiram-se também com uma contadora de histórias, futebol, vôlei e vários jogos e brincadeiras coletivas. Houve ainda plantio de árvores: cada uma delas plantou um ipê.

“Elas vibraram muito também com o jornal”, observou gerente da Fazenda São Fernando, Marcos Antônio de Araújo Nogueira, contando que a garotada pôde escrever textos, escolher fotos e montar o tablóide de seis páginas, cujo nome – “Jornal da Colônia” – foi escolhido por votação.

A colônia contou com 15 monitores, incluindo dois professores da rede municipal de ensino e músicos do PIM. As atividades tinham início às 8h e só terminavam às 17h. Ao fim dos cinco dias, as crianças receberam um certificado de participação.

“O acesso à informação, à educação e à cultura é fundamental. Esse é grande diferencial da colônia”, disse o gerente da Fazenda São Fernando, lembrando que dez das crianças participantes eram integrantes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), do governo federal. Já a coordenadora da colônia ressaltou a importância de dar essa oportunidade às crianças e comentou: “Algumas delas disseram que se não estivessem ali estariam em casa sem fazer nada, ou trabalhando.”


14.10.2007.Educação, Patrimônio Histórico

ISF promove sessão de cinema para crianças

Em comemoração ao Dia da Criança, o Instituto São Fernando promoveu uma sessão de cinema gratuita para mais de cem alunos de escolas públicas do Rio de Janeiro e de Vassouras. Os estudantes assistiram a Brasileirinho, documentário do finlandês Mika Kaurismaki que mostra como nasceu e sobrevive uma das maiores expressões musicais nacionais, o choro.

A exibição aconteceu no dia 13 de outubro de 2007, no Espaço de Cinema, em Botafogo, zona sul carioca, e demonstrou a viabilidade de integrar produções audiovisuais à educação. Muitos espectadores estavam pela primeira num cinema, e todos adoraram a experiência. Às 10h, as crianças e adolescentes chegaram de ônibus a Botafogo. Alguns não sabiam o que esperar. Outros estavam empolgados com a oportunidade de assistir a um filme sobre um gênero musical pelo qual começavam a se interessar. Isso porque muitos dos 46 alunos vindos de Vassouras haviam acabado de iniciar uma oficina de choro oferecida pelo Programa de Integração pela Música (PIM), que tem apoio do ISF. “Foi uma excelente coincidência”, comentou Célia Moreira, coordenadora do PIM. “Uma semana antes, havíamos dado nossa primeira aula de choro e recebido os primeiros cavaquinhos.

Todos estavam para lá de contentes por aprender com o filme e ver grandes artistas tocando músicas que seriam ensinadas a eles”. “Adorei ver Paulo Moura falando sobre choro”, disse Yuri Cassiano, de 17 anos. Entusiasmado com o filme, dias depois da exibição Yuri pegou seu clarinete, reuniu quatro amigos também integrantes do PIM e criou em Vassouras um grupo musical. Pouco depois da exibição de Brasileirinho, alguns jovens talentos musicais do PIM se apresentaram no Centro de Referência da Música Carioca, na Tijuca. Em Vassouras, foram realizadas oficinas musicais sobre o gênero, com direito a uma apresentação do PIM-Choro, com a participação de professores e outros alunos.

Desde então, as oficinas não pararam. “Eles começaram a estudar as músicas do filme e até tiveram a oportunidade de ter aulas com alguns personagens do filme”, contou Célia. Yuri destacou: “Maurício Carrilho nos ensinou muito”. Além da oficina de choro, o PIM tem uma orquestra, uma banda, um coral e oferece aulas de diversos instrumentos a “jovens de 6 a 80 anos”, como costuma dizer Célia.

Juntamente com os integrantes do PIM, assistiram à sessão de cinema 60 estudantes de escolas estaduais de ensino fundamental do Rio. Convidados pelo ISF, eles participam do projeto Entre Jovens, do Instituto Unibanco. Sônia Silva, coordenadora do projeto, elogiou a parceria entre as duas instituições e o trabalho do ISF. “O evento foi ótimo”, disse ela. “Os adolescentes adoraram a oportunidade de ver um filme de tamanha qualidade. Esperamos que esta seja a primeira de muitas parcerias”. Brasileirinho foi exibido no Festival de Berlim 2005 e entrou em cartaz no Rio em 2007.